Sem memória, não há tempo...

Impagável ficar lembrando dos tempos de   criança. Hoje muita coisa me lembrou memória. Livros, séries, músicas, enfim… Interessante é entender a real importância que ela possui. Sem memória não há passado para nos lembrarmos. Não há aqueles “tempos melhores” dos quais sempre nos lembramos com saudades. Não há lembranças. Também não há presente pois não o poderíamos registrar e logo se tornaria passado – que não existe. Não há futuro, pois não diferencia-se de nada – ele é tudo o que há. Enfim, sem memória não há tempo, não há ser, nem individualidade, nem aprendizado. Talvez melhor fosse assim. Como alguns dizem, memória fraca é a chave para a felicidade. Mas bom mesmo é se perder na lembrança do passado, saudosos de nossos tempos de criança.

Impagável.

Originalmente em 21/06/10 às 23:30

Anúncios