Às vezes eu só queria observar a beleza,
Sem nenhum compromisso ou regra…
Simplesmente admirar a natureza,
Pausada e intensamente, sem quebra.

Às vezes eu só queria entender o que se passa
Na cabeça dessa entidade chamada planeta…
Que pensamentos elevados e cheios de graça
Gerariam essa tão grandiosa faceta?

Às vezes eu só queria entrar na sintonia
Que esse mundo vibrante transmite.
Me equilibrar com toda a alegria
Que o impulso da natureza emite.

Às vezes eu só queria me entregar
Pra energia que move a vida…
Parar por um momento de pensar
E somente amar sem medida.

Às vezes eu só queria sentir.
E nada mais, somente sentir.
Talvez até pudesse sorrir.
Mas principalmente sentir…

Sentir, simplesmente…

Anúncios