Não existem culpados
Não existem inocentes
Mas insistem, errados,
Em dividir o que é gente.

Não existe certos
Não existem errados
Mas insistem, espertos,
Em separar os dois lados

Que existem em todos
E que existem em ninguém
Para então esses tolos
Só mostrarem o que convém.

Mas a verdade sempre aparece
E a verdade é que todo mundo é gente
Todo mundo erra e de culpa não carece
Porque a vida é bela mas o mundo é doente.

E tanta coisa é em vão…
Mas nossos erros não são.

Orgulhe-se de errar, orgulhe-se de aprender.
Coitado de quem não tem do que se arrepender,
Porque todo dia a vida ensina que errar é crescer.

E quando se cresce, se acerta
E erro e acerto viram um só
Um ensina, o outro liberta
É tudo um único processo…

Anúncios