Em colinas de verde grama
Deito de costas para o solo
Escuto uma voz que me chama
Qual mãe chama um filho ao seu colo

Alegro-me, então, ao saber
Que vivo em presença suprema
Sublime me sinto correr
Deixando pra trás os problemas

Renovado, eu estou enérgico
De fé restaurada e completa
Piedoso daqueles que céticos
Duvidam da vida repleta

Perdem a chance do contato
Com o seu verdadeiro eu
Quem não se conhece de fato
Não pode conhecer a Deus

Eu, porém, ser iluminado
Consigo enxergar a beleza
Sirvo, portanto, de bom grado
E agradeço a mãe natureza.

Anúncios